UM ESTUDO SOBRE DESINFORMAÇÃO

MEDIA LAB / ISCTE

Mais uma “ocorrência” de desinformação, desta vez, no dia 25 de fevereiro passado. Às primeiras horas do dia, “circulou online, em formato pdf, conteúdo relativo a um novo plano de desconfinamento supostamente anunciado pelo Governo. Foi partilhado e disseminado através das redes sociais”, com destaque para os grupos da app – rede social WhatsApp Messenger, propriedade da Facebook, Inc. (Medialab-ISCTE, 2021)

Alertados para a situação, impôs-se uma necessidade de verificar a veracidade do documento que circulava em cada vez mais meios, pelo que, rapidamente contáctamos as entidades oficiais, no sentido de validar a informação que constava no documento, que veio a verificar-se falsa.

A primeira reação da VOST.PT, através dos seus meios, chegou às 12h10m, sensivelmente, 45 minutos depois da publicação inicial de um suposto plano de desconfinamento, pelas 11h15m, da manhã de 25 de fevereiro.

Através da publicação nas nossas redes sociais, com especial enfâse, o Twitter, o tweet que se gerou, teve, segundo a publicação institucional do ISCTE-Medialab, que podes consultar aqui: bit.ly/MEDIALAB_VOSTPT, uma projeção bastante para, desde logo, conseguir chegar a mais pessoas, informando que o conteúdo que estava a ser partilhado por todos os círculos em que estamos inseridos, era manifestamente falso. E de #desinformação, #StopRumores, ou #Conspiralixo, outras mais gerais ou pedagógicas como #EstánahoraDe, já falámos abertamente, com o artigo de FAKENEWS da Maria Silva.

Spread the love